top of page

Favela Power: O grito na estrada do combate as desigualdades

O Grito faz parte da Rede Gerando Falcões desde 2019. Como o nome já diz, a GF é uma grande rede, um corpo de Ongs e organizações empenhadas em combater a desigualdade social em todo o território nacional. O grande ideal de Edu Lyra, seu fundador, e os colaboradores que compõem toda essa arcabouço é simples, mas ao mesmo tempo inovador: Mandar a pobreza da favela para o museu, antes mesmo do homem chegar a Marte. Esse patriotismo favelado abrange toda essa comunidade de subalternos socialmente, findando a pobreza da favela, não a favela em si. Anualmente a GF promove o maior evento de líderes sociais do país: A favela Power, reunindo o terceiro setor, empresas parceiras, patrocinadores e o poder público para a promoção desse ideal revolucionário. O evento contou com a presença dos governadores dos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, que assinaram o protocolo de intenções da estruturação de Políticas públicas de redução das desigualdade sociais no estado de São Paulo, por meio da Favela 3D. O projeto "Favela 3D" pensa as periferias do Brasil como plurais e multidimensionais, combatendo a miséria e a pobreza em diversos afluentes: direito a educação e cultura já na primeira infância, acesso a moradia, saúde e geração autônoma de renda, bem como a autonomia da mulher e a promoção de uma cultura de paz. Pensando bem é isso que nós do Grito já promovemos, não é mesmo? A transformação digital da periferia também está no escopo da Gerando Falcões, desenvolvendo como se dará a insurreição desse movimento que exterminará a pobreza. Nina Rentel, diretora de tecnologias digitais, Ellen Pimentel, diretora da Rede de Líderes e Léo Martins gerente regional de Minas e Espirito Santo (além de nosso Ceo) apresentaram como se dará esse processo em rede, onde, de mãos dadas, as Ongs se empenham na busca da diminuição da desigualdade em nosso país. Além de propor projetos, debater mudanças e soluções estruturais na forma de potencializar a dignidade na favela, o evento premia as Ongs e Instituições da Rede , uma forma de reconhecimento das ações que melhor condizem com o ideal unívoco, que aqui o reitero: Mandar a pobreza da favela para o museu.

Assim, o Grito foi premiado em diversos eixos, devido a nosso papel e impacto positivo que geramos, dando voz a quem não tem. Foram eles:

  • Captação de recursos

  • Falcão Prata (Melhor performance)

  • Auditoria 2022

  • Mais de 85% no ranking geral

Aos colaboradores, atendidos, educandos, patrocinadores, e tantos outros, nós do Grito só temos a agradecer a todos aqueles que acreditam em nosso trabalho. Dar voz aos favelados é nosso ideal, mas sozinhos nada seriamos. As premiações são nossas. Nós por nós. #Énois









16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page